Seguir

REGULANDO AS PLATAFORMAS - Nesta segunda (26), as plataformas de delivery entraram na mira do Partido Comunista Chinês, que passou a exigir que elas ofereçam aos entregadores um salário mínimo, seguro e prazos de entrega mais flexíveis, o que fez sumir em dois dias US$ 60 bilhões do valor de mercado do Meituan, o “iFood chinês”. Via Reuters (em inglês), Bloomberg (em inglês).
reuters.com/business/china-mar
bloomberg.com/news/articles/20

Inicie a sessão para participar na conversa
Mastodon (PT)

Masto.pt é uma instância de Mastodon para pessoas que falam Português.