Seguir

"(...) empresas de comunicação digital deverão implementar ferramentas capazes de fiscalizar tudo aquilo que escrevemos on-line (desde publicações nas redes sociais a conversas no chat) como medida de combate ao abuso infantil".
observador.pt/opiniao/a-cultur

· · Web · 2 · 2 · 1

@d3 proíbam os miúdos de aceder á farsa das redes sociais, vão crescer mais saudáveis e sem dependências

É complicado proibir os miúdos de aceder às redes sociais quando os pais estão “hipnotizados” por elas! Há uns meses atrás assisti a uma cena hilariante! Uma família com dois filhos numa esplanada , cada um agarrado ao seu telefone inteligente, não conversaram até que um dos pais se lembrou de tirar uma fotografia de família (talvez para colocar numa rede social!). Findo este acto importantíssimo, cada um voltou para o seu mundo no telefone inteligente até se levantarem e saírem da esplanada! Esta cena fez-me confusão mas talvez seja falha minha! Até porque após essa situação já presenciei outras semelhantes onde grupos de amigos se sentaram num espaço e fizeram exactamente o mesmo! Agarrados ao telemóvel, tiram fotografias e não conversaram entre eles . . . Parece que vivem numa ilusão . . . numa realidade diferente . . . constantemente a mexer no objecto . . . em vez de aproveitarem o momento! Também já ouvi comentários do género: “quem não tem FB, messenger, watts, etc, não existe”! E quando estou a conversar com alguém e essa pessoa está sempre a mexer no telemóvel pergunto-lhe: “Mas eu estou a falar para um boneco?!”. Provavelmente a falha é minha! Eu recuso-me a utilizar as aplicações acima referidas . . . e também não vejo televisão! E não deixo de estar informado! São opções! Assim como as que os pais tomam e se reflectem nos seus filhos! Talvez se os pais dessem o exemplo e deixassem de estar constantemente a mexer no telemóvel e passassem a dar mais atenção aos filhos . . . provavelmente a hipótese de os filhos também passarem menos tempo ao telemóvel aumentava . . . Mas será que estão disponíveis para esse “acto heroico” de passar menos tempo com o “my precious”?! Tenho sérias dúvidas. Quanto ao excerto do post, para mim é claramente mais uma forma de controlo e vem na senda das que ultimamente têm sido implementadas . . . e a maioria parece que não se importam . . . até porque importante mesmo é o Ronaldo ter deitado a braçadeira ao chão ou um fora de jogo mal assinalado, ou algo do género!
Inicie a sessão para participar na conversa
Mastodon (PT)

Mastodon é uma rede social baseada em protocolos abertos da web e software livre e gratuito. É descentralizado como e-mail.